jolly roger

jolly roger

sexta-feira, 13 de maio de 2011

A morte de Osama Bin Laden e o aumento da pirataria marítima.




Após dez anos de perseguição e invasões, as forças armadas norte americano conseguiram localizar a pessoa mais procurada dos Estados Unidos.

Osama Bin Laden estava dentro de sua casa em Abbottabad, cidade a cerca de 60 quilômetros de Islamabad, quando o exército americano realizou a ação militar a fim de capturá-lo.

Esta ação foi feita sem a permissão do governo do Paquistão, logo os EUA negou a soberania do Paquistão e realizou uma invasão ilegal ao território paquistanês.

Após o lançamento de 5 mísseis na cidade, a casa foi invadia por vinte saldados Seals ( A elite da marinha norte americana) e cinco pessoas foram mortas na operação: Osama Bin Laden, um de seus filhos, um de seus irmão, um mensageiro e uma mulher que especula-se que seria a sua esposa.

Após os ataques o governo paquistanês foi criticado por ter ajudado Osama Bin Laden a se esconder em seu território, pois a cidade onde ele vivia esta cercada de quartéis e mesmo assim ele conseguiu viver naquela residência durante 5 anos.

A morte de Osama Bin Laden foi tão importante para o mundo que ela trouxe diversas reações políticas, algumas contra e algumas a favor da morte do terrorista.

O presidente Barack Obama fez um discurso sem sal e sem açúcar, para o norte americano desinformado exaltando os EUA como a nação escolhida por Deus para manter a paz mundial. Foi uma boa jogada política para garantir muitos votos.

O chanceler inglês parabenizou a atitude norte americana, falando na garantia da paz mundial. Com isso ele ratificou o seu apoio aos EUA.

No mundo árabe já aconteceram diversas manifestações contra a ação norte americana e a permanência de seu exército no Oriente Médio. Alguns grupos islâmicos como Hamas e Taleban lamentaram a morte de Osama e prometeram vingança.

Segundo John Brenner, diretor de segurança nacional e contra terrorismo, em entrevista dada na Casa Branca dia 2 de maio, o exército norte americano estava preparado para capturar Bin Laden com vida porém houve uma troca de tiros e ele acabou sendo morto. Ele continua dizendo que a inteligência norte americana estava perto de Bin Laden no ultimo mês e na última semana com a ajuda CIA eles conseguiram informações mais precisas sobre a localização de Osama. Tais informações permitiram que a casa de Osama Bin Laden fosse invadida na noite de domingo ( 1 de maio) em uma das ações mais corajosas dada por um presidente. John Brenner ainda disse que o corpo de Bin Laden foi sepultado de acordo com as leis islâmicas e foi lançado ao mar.

O fato é que esta morte serviu muito mais como uma representação simbólica da luta dos Estados Unidos contra o terrorismo do que uma “vitória” efetiva contra os terroristas.

Em relação as invasões feitas pelo exército norte americano pode-se dizer que pouca coisa ira mudar. Eles continuaram a ocupar diversas regiões do Oriente Médio tentando capturar os terroristas justificando suas ações como sendo uma “guerra ao terror”.

Podemos perceber que a morte de Bin Laden causou um desequilíbrio no Sistema Internacional, os governos estão com medo de sofrerem algum ataque terrorista que possa representar alguma vingança pela morte de Osama Bin Laden.

Podemos considerar que estamos vivendo em um período o qual os Estados estão voltados para a sua segurança interna, onde irá existir um auto grau de cooperação a fim de evitar algum ataque terrorista.

Este cenário é propicio para o aumento dos índices de ataques piratas contra os navios porque existe um sentimento de auto defesa contra o terrorismo, que é o fator predominante no cenário internacional que causa medo e insegurança para os Estados, além disso existe um” abandono” das medidas de segurança que não estão relacionadas ao terrorismo.

Para os leitores, curiosos, analistas políticos ou estudiosos da pirataria marítima moderna, vale a pena prestarmos atenção ao número de ataques que irá acontecer nos próximos meses pois eles irão representar um aumento em relação aos mesmos meses de anos anteriores.

Podemos justificar o aumentos no índice de ataques piratas através de alguns exemplos históricos, como o fim da Segunda Guerra mundial, o fim da Guerra Fria e o período após os ataques de 11 de setembro, períodos os quais o Sistema Internacional estava instável e o número de ataques aos navios aumentaram substancialmente.


Como dizem alguns professores: Fica ai a dica!!!


Fontes:

BRENNER, John. 2 de maio de 2011. Casa Branca. Entrevista concedida aos jornalistas norte americanos sobre a morte de Osama Bin Laden.

KONSTAM, Angus. Piracy: the complete history. Great Britain: Osprey Publishing, 2008

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário